CHRISTOPHER MELONI

Posted: 16 abril 2007 | | Marcador

Se tem uma coisa que particularmente me atrai em certos homens é sua natural capacidade de serem viris, sem a necessidade de se mostrarem típicos machos. Acho que uma das primeiras características que conta é o tom de voz, o jeito de falar. Caras que nasceram com esse charme natural, de ser um belo exemplar do gênero masculino, têm um tom, um timbre específico, um jeito bem interessante de conversar. É suave, mas forte. Falam baixo, mas firmemente.

É comum muitos gays terem um jeito diferente de falar, sem querer com isso dizer que eu tenha qualquer preconceito com qualquer tipo de voz, seja ela fina ou não; ou com certos modos os quais alguns gays conversam. Nada disso. Já conheci gays que falavam super grosso, ou muito empostado, e eram desinteressantes para se bater qualquer tipo de papo. Já conheci héteros que falavam de um modo esquisito, pra dentro, e algumas vezes, com uma voz mais fina, quase feminina. Alguns, no entanto e indiferente da orientação sexual, tinham muito charme, criavam encanto.

O que me cativa, e eu acho que a muita gente, é como a pessoa consegue se expressar, como a pessoa faz o seu som particular, e penso eu que a única coisa que se pode fazer para se conquistar um belo modo de se conversar é se educar, buscar conhecimento, ter assunto. Porque não adianta nada ter uma bela voz e não ter nada a dizer. O restante, como essas palavras irão sair da garganta, atravessar o breve espaço entre a boca e o ouvido de quem escuta, e encantar, é coisa da genética, da mamãe natureza.

Abençoados quem a tem, a famosa voz de travesseiro.

Outra coisa é o "fisique durôle", o biotipo, o material bélico. Também muito por conta da genética, do acaso dos DNAs que se cruzaram, e que pode ser ajudado por um pouco de noção da própria auto-imagem e hábitos de vida, se a pessoa se cuida, ou não.

Homens que têm uma certa postura natural de machos bem resolvidos costumam se apresentar assim, displicentemente perfeitos. Não são exemplos da beleza estética clássica (aliás, esses muito perfeitos, feito os atores da Falcon ou da Belami, chegam a dar até desespero, de tão belos e inatingíveis) e muito menos, ainda, estes exemplos seriam metrossexuais.

No quesito embalagem pra presente, são muito bem ornados, mas de uma maneira prática. Sabe presente que é tão bem embrulhado que você nem consegue abrir? Pois é, não é o caso deles.

E muito menos desse rapaz aqui, Christopher Meloni. Ator, ele participou de filmes como Noiva em Fuga, Medo e Delírio, Lista Negra, Ligadas pelo Desejo, Os Doze Macacos, e dos seriados OZ e Lei e Ordem. E foi em OZ, como o prisioneiro gay Chris Keller, que ele me chamou muito a atenção; apesar do seriado, que retrata uma prisão americana, ser bem esquisito, quase surreal com suas celas de vidros e tudo o mais; sem falar que o mesmo aborda os assuntos mais estapafúrdios.

Só que Oz tem um detalhe que vai além dessas tolas questões existenciais: ele é recheado de homens nus. E não sei porque, mas os prisioneiros americanos, pelo menos nos seriados, quando ficam presos, ficam muito sexy! Tem pra todo mundo, tipo e gosto. E olha que sobressair-se entre os vários que aparecem peladões em OZ não é tarefa fácil. No caso de Christopher, é.

Ele se despe de uma forma que faria qualquer um sair correndo do seu monastério particular e jurar amor eterno, até que a carne amoleça e os separe! E ainda por cima (e por baixo, e de lado) ele é um ator muito bom! Mas deixemos suas qualidades shakespearanas de lado e nos concentremos em sua bela carcaça. Veja essa seqüência de fotos e me diz se esse homem não sabe tirar a roupa com a mesma beleza plástica com que um maestro rege uma sinfonia?

Ariano, 46 anos, casado, pai de 2 filhos, o rapaz encarna bem qualquer personagem. E presumo, faça (com muito duplo sentido) qualquer um. Aqui eu acho que entram as tais escolhas pessoais que podem contribuir para um corpo perfeito e natural, daquele tipo que seu lençol egípcio sempre pediu para ficar por debaixo. Ele já trabalhou na construção civil, como leão de chácara de boate, garçom e personal trainer, deve ser por isso que mostra tanta testosterona a cada vez que aparece em cena. Tem aquele natural ar de macho bem resolvido e desencanado, entende?

Dá vontade de levar pra casa, fechar e engolir a chave. É daqueles que fariam você sair batendo a cabeça em todas as paredes, gritando, eu tô doido, eu quero, eu tô doido... Chris (olha a intimidade) mostra esse tipo normal, o do cara que passou dos quarenta, é mais velho, portanto espera-se que um pouco menos afoito. E por esse, entre outros motivos, abrem facilmente o apetite alheio, algo como você encontrando sua fruta predileta no pomar do sítio, pronta pra ser devorada, suplicando, com seus aroma e cor, para ser saboreada, porque está no ponto. Lembra quando sua mãe dizia para não comer do bolo cheiroso, saído do forno, porque poderia lhe fazer mal? Chris é do tipo some like it hot... Ele é do tipo "bolo saindo do forno", pode estar quente, pode dar o maior piriri, se não esperar esfriar pra ser comido, mas como evitar? Ou, pra ser mais sacana no exemplo metafórico tresloucado, feito um peru que acabou de subir o pino, indicando que tá pronto, basta tirar sua fatia e sair lambendo os dedos...

"Isso", que não sei se ficou bem explicado, mas está muito bem ilustrado, é o tipo de coisa, matéria, assunto do homem interessante, que poucos jovens, com sorte, já têm. E em menor quantidade ainda, infelizmente, na faixa etária dos maduros, também conseguem ser ou ter como companhia. Mas os felizardos que assim o são, e os que os namoram, são realmente muito afortunados!
Apesar de bastante calvo, Chris tem um charme de macho do reino animal que anima qualquer zôo! Algumas daquelas deliciosas rugas de expressão que só fazem tornar o rosto ainda menos monótono de se admirar. Essas, entre outras, na sexualmente e muito intrigante faixa etária dos quarentões, fazem apetecer e muito. No caso dele, não importa se de terno ou peladão, sempre mostra um estilo desse tipo absurdamente normal que é irresistível. Ele é muito homem comum, sabe vizinho que te passa o telefone de uma companhia de gás melhor, assim num pedacinho de papel, na tarde de um dia qualquer? Pois é, se você for sortudo e nasceu com a caderneta de poupança virada pra lua, pode encontrar um tipo assim na seção de limpeza do supermercado, por exemplo. Já que é comum, normalmente é nesse tipo de lugar da vida cotidiana que se vai encontrá-lo. Se você achar um assim, me avise qual supermercado é para eu passar a comprar meu sabonete lá!

Onde estarão as versões gays de homens como ele, meu São Sebastião?

Ah, e Noiva Em Fuga vai passar hoje na Globo! Esqueça (nem que seja só por um pouquinho, o Richard Gere, outro exemplar belo dos grisalhos que não precisam de Viagra, muito menos de um carrão do ano, para apetecer) e veja mais um bom exemplo de como passar dos 40 realmente pode ser interessante, ainda mais se o seu carrinho GLS tem pressa.